Mentoplastia: quais são as indicações e como é realizada?

Assunto: Não categorizado

 

A mentoplastia é a cirurgia plástica para correção estética do queixo e serve tanto para aumentá-lo quanto para reduzi-lo. Ela é especialmente indicada para pessoas que têm dificuldade para mastigar ou respirar em decorrência do posicionamento do queixo.

Muitas vezes, o paciente faz também uma rinoplastia (cirurgia plástica no nariz) para melhorar a harmonia do rosto como um todo ou mesmo auxiliar a passagem do ar. A associação entre as duas cirurgias se chama perfiloplastia.

Saiba mais sobre os tipos de mentoplastia e como a cirurgia é realizada

Segundo especialistas, o posicionamento ideal do queixo é próximo à linha entre as sobrancelhas e o nariz. Se ele for mais avançado ou retraído, a mentoplastia é indicada. A mentoplastia de aumento, ou cirurgia ortognática classe 2, é recomendada quando o maxilar fica muito à frente dos dentes inferiores. Já a mentoplastia de redução, ou cirurgia ortognática classe 3, corrige situações nas quais os dentes de baixo estão muito à frente dos dentes do maxilar superior.

Como é feita a cirurgia

Mentoplastia de aumento: neste caso, a cirurgia é feita com a colocação de uma prótese ou avançando o osso – ou seja, reposicionando-o para frente. É realizada por meio de uma incisão feita dentro da boca ou da parte inferior do queixo.

Mentoplastia de redução: retira-se um segmento do meio da mandíbula e os fragmentos são fixados com miniplacas e parafusos, deixando a região com um novo formato. Assim como na mentoplastia de aumento, a incisão pode ser dentro da boca ou na parte de baixo do queixo.

Próteses

As próteses ajudam a deixar o rosto mais proporcional e, consequentemente, com uma melhor aparência. Além disso, a sua colocação resulta numa cirurgia menos invasiva do que o avanço dos ossos.

A mentoplastia pode durar cerca de uma hora, ao optar pelo implante, ou de 90 a 120 minutos, quando é realizado o reposicionamento ósseo.

Antes da cirurgia

Antes da realização da mentoplastia é necessária uma análise facial: o médico-cirurgião irá comparar as proporções do rosto para determinar qual o melhor procedimento para deixá-lo mais harmonioso. Para isso, o paciente será fotografado de diversos ângulos. Muitas vezes também é preciso fazer tratamento ortodôntico antes da cirurgia, porque os dentes acabam influenciando na posição dos lábios.

Pós-operatório

Normalmente a alta é dada no mesmo dia – ou no dia seguinte, no caso de anestesia geral. O paciente pode sentir dor e desconforto, como em qualquer cirurgia. O médico irá prescrever analgésicos para diminuir esses sintomas e antibióticos para prevenir infecções.

É recomendável não ingerir comidas muito duras ou muito quentes nos três primeiros meses após a cirurgia. Sessões de fisioterapia podem ajudar na mastigação, para reduzir dores e inchaço. Também é importante fazer repouso nas primeiras duas semanas.

Riscos

É raro haver complicações após a mentoplastia, mas pode ocorrer sangramento na boca e nariz, além de perda de sensibilidade no rosto. Entre os riscos relacionados à colocação de próteses estão a deformidade do queixo e erosão óssea abaixo do implante. Na mentoplastia com modificações diretamente no osso há chances de correção excessiva ou insuficiente, além de problemas na cicatrização e nas raízes dos dentes.

Resultados esperados

O queixo influencia diretamente na harmonia da face, por isso corrigir seu posicionamento traz efeitos notáveis na aparência do rosto e pescoço, melhorando a autoestima do paciente. Logo após a cirurgia já é possível verificar as mudanças, mas o resultado definitivo costuma aparecer após os seis primeiros meses. É nesse período que a região começa a desinchar.

A mentoplastia ainda ajuda a corrigir a vedação labial, ou seja, pacientes que respiram pela boca podem respirar melhor pelo nariz após a cirurgia. Com a correção da respiração, a mentoplastia acaba contribuindo também para uma melhor mastigação e fala.

Se você gostou do post, indique a leitura para um amigo e curta nossas redes sociais! Continue acompanhando mais informações relacionadas à saúde em nosso blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *